sábado, 31 de maio de 2008

Amarga despedida

Esse texto foi escrito em 14 de março de 2007, em um momento de muito sentimento. Um amigo que conheci na faculdade ia viajar e eis aí o produto: algumas palavras que podem ser lidas e as lágrimas, muitas lágrimas que já secaram.



Amarga despedida
Por que despedidas têm que ser tão tristes?
A luz apagou, a cortina fechou…
Encerra aqui mais um capítulo da sua vida!
Virão outros, não necessariamente menos belos, mas todos com uma ponta de tristeza do ponto de vista do meu coração. Isso não posso evitar.
Eu fico aqui na página virada, encoberta. Mas nunca esqueça do pedaço do meu coração que levou contigo!
As lágrimas são de tristeza, mas também de profunda alegria.
É ambíguo o que sinto. Nem mesmo eu posso entender.
Feliz?
Muito! Por saber que outras pessoas poderão ver sua estrela brilhar e se encantarão como aconteceu comigo um dia.
Triste?
Sim. Negar esse sentimento fere minha alma, meu ser.
Torço pelo seu sucesso e acima de tudo sua FELICIDADE.
Quero ver seu sorriso sempre brilhando e iluminando quem possa te rodear!
Torço simplesmente por você.
Minha dor, que aqui fica não diminui por isso.
Mas estou certa que você merece… Aliás… Merece muito mais… Nem com todo meu amor… Acho que não posso imaginar!
Com você aprendi outras coisas que a vida ainda não havia mostrado.
E hoje sabe que tem uma missão. Irá cumpri-la para que quando volte possamos rir das lágrimas de um nobre sentimento chamado saudade!
“Amo-te!”
Eternamente e independente de barreiras físicas ou espaciais. Nem o tempo será capaz de apagar! AMIZADE. Sentir é muito mais fácil que explicar!

2 comentários:

mahomed disse...

passeando por seu blog!
parabéns!

mahomed disse...

passeando por seu blog!
parabéns!