sábado, 28 de junho de 2008

Don´t fall silent

O silêncio do coração que guarda mágoas, paixões, dores, desejos, amores é um silêncio maldito. Silenciar é interromper a correspondência, é obstruir o contato.

Se o coração não fala, o silêncio devora, toma conta e consome aos poucos. Abstém-se, fica mudo, o ar acaba e sufoca.

Enfraquece. Entristece. Enlouquece.

Resistir é preciso. Resistir ao coração que quer sigilo absoluto. Afrontar a dor de permanecer na redução da insignificância de um silêncio que emudeceria com apenas uma declaração.


“A única palavra que me devora é aquela que meu coração não diz.”



*

10 comentários:

Anônimo disse...

Que lindo menina sentimental!
Cada vez mais vc é surpreendente.
Demais...

bjão

mai disse...

:)

daniele disse...

Lindas palavras...

"Silêncio que emudeceria com apenas uma declaração"
Colocando em prática as aulas de figuras de linguagem, hein Mai?

Esse blog é a contradição, a antítese, o paradoxo da "Maiara" que mts pessoas conhecem.Nele se pode observar um lado mais sentimental...

Gosto muito dessa frase: “A única palavra que me devora é aquela que meu coração não diz.”

Maiara Bonfim disse...

É, amiga.. na verdade comecei a escrever esse post depois de uma vez q vc mandou exatamente essa frase p eu refletir! rsrsrsr

Bjs

Deda disse...

Poxaa :(..
Ameii,"mas é muitoooooooooooo triste"..
Bjuu!

Maiara Bonfim disse...

Assim como a vida real.. Às vezes é tãão triste.

De olho nas entrelinhas... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
De olho nas entrelinhas... disse...

Os sentimentos são as vezes, ou quase sempre indescritíveis, pois só os sentindo para entendê-los...
Muito bom garota, é isso aí, além de jornalista és uma poetisa - hhuuhhuuh
abração

Nanda disse...

Eu acrescentaria ao final:

"A única palavra que me devora é a que me o MEU AMOR não diz..."

Abdinho disse...

"As vezes o silêncio tapa os buracos enquanto o amor permace intácto". Bonito né, mas não é meu, é de Vander Le. A próposito, com vc na foto fica díficil pretar atenção na paisagem.

Bs!