segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Apenas queria que você soubesse

Ando por aí procurando o meu caminho. Desbravando sete mares, conhecendo novos ares. E vou descobrindo a mim também. E gostando mais de alguns pedaços e detestando como nunca um par de outros. Admiro o que sou, mas ainda não sou tudo que quero. Leste, oeste, norte, sul... Não tenho exata convicção das coordenadas de onde pretendo estar. Mas quero chegar longe, bem longe. Por hora, um passo de cada vez, já me alegra essa vitória. Orgulho dos esforços e de não ter desistido quando tudo parecia em vão. Alegria pela conquista, pela certeza que não acaba aqui. É apenas uma página que abriga o fim de um capítulo e antecede a continuação do livro.

Eu Apenas Queria Que Você Soubesse
(Gonzaguinha)

Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira
Eu apenas queria que você soubesse
Que esta menina hoje é uma mulher
E que esta mulher é uma menina
Que colheu seu fruto flor do seu carinho
Eu apenas queria dizer a todo mundo que me gosta
Que hoje eu me gosto muito mais
Porque me entendo muito mais também
E que a atitude de recomeçar é todo dia toda horaÉ se respeitar na sua força e fé
E se olhar bem fundo até o dedão do pé
Eu apenas queira que você soubesse
Que essa criança brinca nesta roda
E não teme o corte de novas feridas
Pois tem a saúde que aprendeu com a vida
Eu apenas queria que você soubesse
Que aquela alegria ainda está comigo
E que a minha ternura não ficou na estrada
Não ficou no tempo presa na poeira

*A todos que participaram dessa conquista, muito obrigada.

2 comentários:

Dani disse...

"É apenas uma página que abriga o fim de um capítulo e antecede a continuação do livro"

Uma escritora nata...

Quando crescer, quero aprender a escrever assim... rsrs

Amiga,mais uma vez, parabéns!!!

Sua coragem e determinação ainda lhe trará muitas outras vitórias e conquistas!

Bjo!

Ana Claudia Pantoja disse...

Mas tá linda essa minha aluna!