quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Acreditar...

Um dia uma amiga me disse que acreditava em anjos, acreditava na amizade, acreditava no amor... Ela também acreditava nos amigos que se convertem em anjos e nas amizades que se convertem em amor. Acreditava no tempo, no futuro, em Deus e nos caminhos traçados por Ele. Ela ainda disse acreditar em duendes, deuses, astros. E na mística que influencia o amor, nos deuses que conspiram a seu favor. Acreditava nela própria e em um outro alguém. Acreditava nesse Amor!


Com minha pouca experiência em sentimentos, um pouco mais vasta experiência em literatura e cinema, e vastíssima em ditos populares, eu disse a ela que eu acredito que se não foi é porque não era pra ser, acredito que o que é do homem o bicho não come, acredito que tem o dedinho de Deus, dos anjos, dos duendes e das fadas em tudo que acontece aqui.

Acredito que se é pra ser... Será. Acredito que se há amor... Acontecerá. E acredito que a mocinha e o mocinho ficam juntos no final do filme, no final do livro, no ápice do Romance!
(Mas isso só acontece se ele for o mocinho dela e ela for a mocinha dele.)


Acredito em tudo que ela também acredita!

E quero que ela acredite no que eu acredito!



¨

¨

¨

4 comentários:

Ana Claudia Pantoja disse...

Á-há! Você voltou!

Mai, não deixa seus leitores ao relento não...

Dani disse...

Acreditar é sempre necessário!

Seja no amor, nas amizades...

Senão, vive-se em um mar de desesperanças!

E a esperança é essencial para alimentar os sonhos!

Mayara disse...

Oi Mai, tudo bom?
Bem, pelo visto não é só a profissão que temos em comum. O nome é BEM parecido, até o layout do blog lembra...hahaha
Muito bom ter lido seu comentário, também adorei seu blog.
;*

Carla disse...

Mai, eu acredito em você!!!

Seu blog, suas palavras, seus textos... são maravilhosos!
Parabéns, amiga!!!

O que é este vídeo de Natal??? Coisa mais liiinda! :) Valeu a homenagem...
Bjossss!!!