quarta-feira, 3 de março de 2010

Efusivas demais

Miguxos de infância! Elas chegam elogiando, chamando pelo diminutivo, pela primeira sílaba do seu nome ou pelo apelido que só a sua turma conhece e tem ousadia para pronunciar. E o pior: isso tudo sem ter a menor intimidade com a sua pessoa.

E-FU-SI-VAS! Pessoas efusivas não tem limite.

Elas estão sempre felizonas! Saludos calorosos e despedidas fervorosas (Vem cá... Te conheço???). Falam alto demais, gesticulam demais, conversam demais, opinam demais, perguntam demais, querem detalhes demais, sorriem demais (são quase hienas), fazem tudo demais... Enfim, um exagero.

Cheias de demostrações efusivas de carinho e contato físico, são tão expansivas quanto os decibéis das suas gargalhadas após as inúteis piadas comumente reproduzidas. E para completar, falam sempre alto e com um tom inesquecivelmente estridente-irritante.

Um abismo entre o ser e o querer ser legal.

Poeticamente, eu diria que é um derramamento de simpatia. São tão tão tão forçadamente simpáticas que irritam. Beiram a idiotice com manias típicas de quem adora ser o centro das atenções.

Eu sei, você também conhece pessoas assim. Eles estão espalhados como gremlins após uma tempestade. Superpopulares talvez, piranhas talvez, enrustidos talvez... São sempre bem parecidos. Amados por uns pelo riso frouxo e maneira, digamos, expansiva de ser e odiado pelos mais discretos e recatados que insistem na teoria que para tornar-se amigos precisa-se comer um quilo de sal juntos.

Identificadas, as pessoas efusivas são vistas como carentes de afeto ou simplesmente como seres que desconhecem a noção de intimidade.

O que fazer com essas enfáticas criaturinhas, personificações da hipérbole em nossa sociedade? Ah... Os efusivos. Só resta torcer para que caiam na real e saibam ocupar o seus quadrados. Como diriam na Família Dinossauro: "Não, Baby. Você não está na história".

10 comentários:

Meiryelle disse...

Rítmo massa do texto, mô bem! Enquanto lia algumas efusivas tomavam forma em minha mente. Ainda bem que é só a lembrança e quando o encontro é inevitável o jeito é largar o texto pronto: Tenho que ir... tô com um lance urgente pra fezer.

Carla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carla disse...

kkkkkkkkkkkk Muito bem, Mai!!!
Este tipo de gente (que eu chamo por outro nome, impublicável por sinal)está por todos os lados e
me causa náusea! Odeio!!! Me mate, mas não em chame de "miguxa"!

Bjos!

Elizabeth disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elizabeth disse...

Etaaaa que voce vai longe heim???? Sabe escrever sobre tudo um pouco...amei esse texto afinal a cada palavra que lemos vamos encontrando as verdadeiras caracteristicas de um amigo, colega, ou mesmo desconhecido que algum dia nós chamaram atenção no seu modo efusivo de ser....rssss....bjao linda e continue escrevendo cada dia mais e mais .... vc vai mto longe ... sinto de coração isso .... saudades viu ???
Betynha Santos

Mariana Senna disse...

Mai,

quem te inspirou???!!!KKKKKKKKKKKKKKKK Espero n ter o azar de conhecer...rsrrsrs Realmente a hipocrisia e D+ e as pessoas n sabem mais o q é amizade!Bjus te adoro!

Dani disse...

Show Amiga!!!

Afinal, quem não conhece uma pessoa efusiva???rsrsrs

Tava com saudade de ler e comentar algo por aqui...

E como Carla disse, "miguxa", ninguém merece.... rrs!

Helder Resende disse...

Muito bom Mai,parabéns. Lembrei de algumas pessoas assim enquanto lia. Ri muito com a citação aos gremilins ( que certamente soará ininteligível para os mais novos ou "desmemoriados")
Tomnara que esses serem passem a "ocupar seus quadrados" rsrsrsr

beijo

Elaine disse...

Convidada para conferir o novo post(demorado por sinal!), não pude deixar de me deliciar com outros que, por um ou outro motivo ainda não tinha conferido... Só para variar, ADOREI!

Efusivos estão soltos aos montes!´:P

Beijos da fã!

Maiara Bonfim disse...

Obrigada por todos os cometários!

Ahh! Que bom que gostaram da minha singela homenagem às efusivas!

hehehe

bjos

PS.: Mari, sua pergunta, infelizmente não poderá ser respondida. Prefiro não revelar tais fontes! hahaha